O banco de fomento britânico já investiu mais de € 100 milhões em empréstimos coletivos.

Os empréstimos coletivos estão a mudar o panorama do financiamento no Reino Unido. O sucesso pode ser medido pela crescente adesão de pessoas e empresas às plataformas que promovem esta nova alternativa de financiamento. Só nos últimos 2 anos, foram investidos mais de € 3.000 milhões em empréstimos coletivos a PMEs e particulares, em parte com o apoio do programa de co-financiamento criado pelo Governo Britânico. O programa é atualmente implementado pelo banco de fomento britânico (British Business Bank) que já investiu mais de € 100 milhões em 4 plataformas diferentes: Zopa, Funding Circle, RateSetter e MarketInvoice.

No total, estima-se que o programa tenha gerado cerca de € 880 milhões em financiamento para a economia, dos quais perto de € 780 milhões em investimento privado. Essa é aliás uma das características chave do programa: investir sempre em conjunto com investidores privados por forma a assegurar uma partilha de risco entre o capital público e o capital privado.

Em comentário, o Ministro da Economia britânico Vince Cable frisou que o “British Business Bank está a apoiar o financiamento da economia através de novas plataformas de financiamento alternativas. O financiamento a PMEs está muito dependente dos grandes bancos, e para termos um mercado de financiamento a funcionar adequadamente, é necessário mais competição.”

Montante co-financiado pelo banco de fomento britânico em empréstimos coletivos e respetivo impacto para a economia (em € milhões)

altFonte: www.gov.co.uk

O Ministro das Finanças britânico anunciou ainda recentemente que vai continuar a apoiar ativamente os empréstimos coletivos no Reino Unido que considera serem uma garantia para assegurar o financiamento da economia. Foram entretanto anunciadas novas medidas de incentivo para quem investe em empréstimos coletivos, nomeadamente ao nível de benefícios fiscais.

Em Portugal, a Raize é a 1ª Plataforma a disponibilizar empréstimos coletivos entre pessoas e empresas. Nos primeiros 3 meses, a Plataforma já juntou mais de 600 investidores e empresas. Saiba mais em www.raize.pt